top of page

Porque a parcela do meu consórcio aumenta?

Aceitar fazer parte de um consórcio tem vantagens bem interessantes, a depender da sua condição financeira, mas como tudo na vida, ele também tem seu lado ruim.

Neste tipo de financiamento não existe a cobrança de juros, você escolhe o tipo de veículo e a partir do valor dele é feito o parcelamento. É importante informar que no momento da escolha do carro/moto a definição é bem precisa, ou seja você não diz apenas que quer uma moto da Yamaha. Você diz o ano, a cor, as cilindradas. Se for um carro são necessárias as demais características também como ar condicionado, trava elétrica, banco de couro… Entendeu o nível de detalhamento?

E qual o motivo disso? O motivo fundamental é a definição de quanto vai ser pago. E ai entra o questionamento central deste artigo, o porquê do aumento das parcelas em um consórcio.

Como não existe a cobrança de juros, o consórcio não tem o intuito de fazer dinheiro, ou tanto dinheiro como nos casos de financiamentos, é preciso acompanhar o valor de mercado. Se você está pensando em comprar um carro-moto, e principalmente se é algo que vem sido algo de pesquisa a algum tempo, já deve ter reparado no aumento gigantesco nos valores desses tipos de bens depois da pandemia.

Quando digo gigantesco não estou fazendo drama ou sendo desproporcional. Em 2019 um carro novo, com apenas os itens de fábrica custava cerca de 50-60 mil. Atualmente, nas mesmas condições, o carro custa 100 mil.

Um dos motivos para este aumento é a falta de material para a fabricação dos componentes, a pandemia forçou a parada total ou diminuição drástica no volume das grandes indústrias pelo mundo.

Agora você me pergunta, e o que é que eu tenho a ver com isso? Bem, diretamente nada, assim como o banco do consórcio também não tem e como ele não vai ficar no prejuízo, já que não ganha tanto dinheiro quanto em um financiamento, ele repassa o aumento do veículo para os participantes do consórcio.

O aumento pode ser feito de uma só vez ou de maneira gradual para que o impacto não seja tão grande a ponto dos integrantes quererem desistir do consórcio. Enquanto tiver parcela a ser paga e existir aumento no preço do veículo, essa diferença vai ser repassada para o consumidor.




9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page