top of page

Juros, são abusivos mesmo?


Tema polêmico esse, não é verdade? Juros!!

Se você não passou pela experiência de pagar a mais por causa de uma conta atrasada, com certeza conhece alguém que passou por essa situação.


Mexeu com dinheiro, mexeu com juros. Mexeu com dinheiro mexeu com dinheiro emprestado e dinheiro emprestado tem juros. Cartão de crédito é dinheiro emprestado, financiamento é dinheiro emprestado, consórcio é dinheiro emprestado e empréstimo, o mais óbvio de todos, é dinheiro emprestado.


Mas o que são os juros? Os juros têm duas funções, a primeira é punir o atraso no pagamento e a segunda é remunerar as empresas que trabalham com crédito.

Existem três tipos de juros que podem ser aplicados:

Legais. Os legais são aqueles determinados por lei. É a lei que define quando eles podem ser cobrados e o valor máximo.

2º Já os moratórios são aqueles cobrados pelo atraso no pagamento. Eles também tem limite de percentual a ser cobrado.

3º Por último temos os juros compensatórios. Esses são os mais temidos. Os juros compensatórios são aqueles que pagam o serviço de empréstimo de dinheiro. E para esses não existe limite determinado em lei.


Esses valores são regulados pelo mercado. Mas o que isso quer dizer exatamente? Você já ouviu falar em livre concorrência? Isso é o que acontece nos supermercados. Você quer comprar arroz por exemplo. Num grande supermercado pode custar 10 reais, um pacote de 1kg, e um mercadinho de bairro ele pode ser comprado por 8 reais. Essa variação de preço acontece por causa da livre concorrência. Cada empresa coloca o preço que acha adequado para o seu produto. Com certeza esse preço vai baixar a partir do momento que o empresário ver que não está vendendo como gostaria.


A mesma coisa acontece com os juros. Não existe um limite de cobrança determinado por lei. Cada instituição financeira define um valor para cobrar por seus serviços. Vou mostrar para vocês a diferença. Hoje é dia 19 de agosto e temos 74 instituições cadastradas e liberadas pelo Banco Central para realizar operações de empréstimo pessoal. Por questões éticas não vou dizer o nome das empresas, apenas os valores.


A empresa que está em primeiro lugar, com o menor percentual de juros, cobra 0,8% a.m e 10,03% a.a. Agora vejam a discrepância, a instituição que está no último lugar, está cobrando 23,91% a.m e 1.2010,44% a.a!! Você sai de 10 para mais de mil!!!

Se não ficou claro o nível de contraste vou trazer mais um exemplo. Imagina que você pegou 5 mil reais emprestado. Com o primeiro banco, depois de completar um ano de pagamento você teria pago cerca de 500 reais a mais. No segundo banco você pagaria pouco mais de 6mil reais só de juros!! E em apenas um ano de pagamento. De 500 para 6 mil, a diferença deixa a gente sem palavras, não é mesmo?


Por isso que não é simples chegar e dizer que os juros cobrados no seu cartão de crédito ou no empréstimo são abusivos. A variação é grande e são levadas em consideração as taxas de todas as instituições existentes no país e não apenas as da sua cidade. Existem alguns cálculos e critérios a serem levados em consideração em cada tipo de contrato para determinar se a cobrança naquele caso é abusiva ou não.






29 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page